Equipes devem seguir mobilizadas para fazer a “lição de casa”, em busca de maior eficiência e produtividade

Diante dos sinais positivos do mercado interno, a Duratex segue confiante em alcançar seus objetivos em 2019. “Estamos otimistas em relação ao segundo semestre, mas com moderação e prudência, por causa do momento econômico no Brasil, que ainda está bastante desafiador. É essencial manter o foco na nossa agenda interna, no que podemos melhorar dentro de casa”, explica Henrique Haddad, diretor de Administração, Finanças e de Relações com Investidores.

No primeiro semestre, a companhia seguiu sua trajetória de solidez, sabendo enfrentar bem os muitos desafios externos que se apresentam. Isso se deve, em grande parte, aos ganhos de eficiência operacional, produtividade e redução de custos obtidos por meio de diversas ações no âmbito do Sistema de Gestão Duratex (SGD). Assim, os resultados têm se mantido dentro do esperado, quando se leva em conta a situação do Brasil, principalmente no que diz respeito ao consumo das famílias e ao nível de emprego.

O esforço de todos
tem sido decisivo
para manter a
companhia saudável
e preparada para o
futuro, e aproveitar
as oportunidades
que surgirão quando
o mercado voltar a
ficar aquecido.”

Lucas Voltarelli, analista de
Relações com Investidores

Em relação ao segundo semestre, uma das prioridades da empresa é reforçar seu fluxo de caixa, que, em linhas gerais, é o indicador utilizado para controlar as entradas e saídas de recursos do caixa. O desafio imediato no horizonte é aprimorar a gestão conforme a procura pelos produtos das unidades de negócio. Afinal, estoque parado significa, na prática, dinheiro parado.

MOBILIZAÇÃO PERMANENTE

O SGD vem possibilitando que as unidades e áreas da companhia pratiquem o acompanhamento rigoroso e detalhado de seus resultados. Mensalmente, são realizadas reuniões em cinco níveis, do operacional até a alta direção, a fim de avaliar os principais indicadores, identificar eventuais desvios e fazer as correções de rota necessárias, por meio de planos de ação.

Em outra frente trabalho, o controle dos custos fixos e das despesas também é feito de forma permanente, todo mês. Os gastos com itens como viagens, material de escritório e manutenção de máquinas, entre muitos outros, são analisados para que se mantenham dentro do esperado e sempre em busca de novas oportunidades de economia.

Fique ligado

Os produtos do portfólio da Duratex estão diretamente ligados ao setor da construção civil que, por sua vez, depende das perspectivas econômicas do Brasil. Se o país está em uma rota de crescimento, as pessoas tendem a ficar mais otimistas e dispostas a reformar suas casas ou adquirir imóveis, por exemplo. Porém, se a economia está parada e o desemprego, alto, as pessoas acabam adotando uma postura mais temerosa e adiam algumas decisões, como as relacionadas com a moradia. Portanto, uma melhora no ambiente econômico provoca impactos positivos na construção civil e, consequentemente, nos resultados da companhia.

Atuamos como facilitadores da gestão para resultados nas demais áreas da empresa. O mais importante são o aprendizado, a conscientização, a troca de experiências e a disseminação de boas práticas, que acontecem nas unidades e nas diversas áreas da companhia.”

Stefania Listgarten, coordenadora do Escritório SGD